sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Opinião: The Fame - Lady GaGa.

Como prometido, aqui está!

Quer ouvir um eletro-techno-pop bem produzido e com qualidade?
Ouça The Fame, álbum de début da cantora Lady GaGa. Confira meu post sobre ela aqui.
Lançado nos EUA na última quarta-feira 28, já conta com sucessos como "Just Dance" e "Poker Face", cujo clipe figura na lista dos 10 primeiros cl
ipes do iTunes Top 100 Music Videos. Para uma iniciante pop, até que está de bom tamanho, não? Apesar de contar com muitas referências, a moça já expressa uma identidade própria e, digamos, cintilante e bem shock.

The Fame.

The Fame é um álbum, pra ser modesta, bem bom. Well-produced (Lady GaGa contou com a produção de RedOne, Space Cowboy, Martin Kierszenbaum e Rob Fusari) abusa dos sintetizadores, ritmos bem definidos, vocal marcado abusando de efeitos digitais (apesar de a voz de Lady GaGa ser deveras potente e aparecer bem natural em muitas faixas) e alguns recursos bem semelhantes à "Just Dance" (meio proposital a referência à música que abriu o caminho do sucesso da cantora).

Essa, portanto, é justamente a primeira faixa do álbum e o primeiro single da cantora. Dançante, marcante e que valoriza bastante sua voz. Como já disse, a música dita a linha para boa parte das faixas do álbum puxadas para o lado eletrotechnopop, na maioria das vezes com a mesma batida, com samples, backing vocal e sintetizadores em tons semelhantes. A faixa "Poker Face" é uma dessas que contém essas repetições. Será mais uma tentativa de construir a identidade? No início da música, me senti ouvindo um pouco de Double You, coleção "Top Surprise" e 7 melhores da Jovem Pan. Depois, é claro, de volta aos anos 80.

Capa do Single "Poker Face".

Em seguida, vem a faixa "Love Game", que rende um ótimo remix - mas que também se garante in natura. Em "Paparazzi", GaGa deixa a voz um pouco mais doce, com uma batida gostosa de ouvir. Aqui, noto mais um 90's, nessa cantoria - a música faz parte da trilha sonora da série "Gossip Girl", assim como *Update* a faixa "Poker Face". Aos 22 anos, ela ainda mantém uns resquícios de voz adolescente, que em nada atrapalha o resultado final. Na letra, a cantora brinca com a perseguição dos paparazzi, cantando uma música de tom kind of romantic, quase uma declaração de amor, em algo que não se trata em nada de uma relação amorosa. Divertido.

Em "Beautiful Dirty Rich", segundo single da cantora, há um piano bem-humorado marcando as passagens wanna-be-misterious na música. Soa pra mim como uma piadinha musical, como alguém que canta feliz por não ter dinheiro. Adorei os sintetizadores no refrão. Legal conferir o clipe: GaGa insere na parte technopop lalala a marca oitentista que sustenta no visual. Me lembra demais as músicas da Cyndi Lauper, não sei se é algo estritamente pessoal.

Capa do single "Beautiful Dirty Rich".

Na última faixa do disco, "Like it Rough", é notável a semelhança da batida com "What's On Your Mind", do Information Society. Mais anos 80, impossível. A sétima faixa, também título, "The Fame", pega uma guitarrinha safada (como diria um certo guitarrista aí), lembrando "Sex Drive" dos Stones.

Influenciada pela banda Queen, a cantora também produziu faixas puxadas para o poprock, como as ótimas "Summerboy", "Again-Again" (com uma levada de blues na batida, mas não passa disso) e "Brown Eyes", uma baladinha não tão romântica em virtude dos efeitos tttzzzzz - haja Pro Tools - na voz de GaGa.
A faixa Eh Eh é uma música perfeita para a voz da Rihanna (será isso uma pena?), tanto pela parte vocal, tanto pelo ritmo. Algo que passa, quem diria, pelo reggae. Mas, com tanto sintetizador, o resultado final é mesmo uma música pop um tanto grudenta, mas que encontrará seu público.

Uma curiosidade do álbum é a faixa 8, que muda de acordo com o local de lançamento do disco. Na Europa, a música "Vanity" substitui "Money Honey", lançada no resto do mundo.

A impressão que se tem após ouvir The Fame é que Lady GaGa quis inovar, buscando referências. Quis fazer um som bacana dentro da proposta techno. É difícil achar músicas assim atualmente, que fujam da repetição do refrão e das puras batidas com um tema. Lady GaGa canta e faz dançar e cantar.
É possível perceber as claras influências do estilo 80's (confira o início de 'Boys, Boys, Boys'), aquelas batidas puxadas que dão vontade de vestir a polaina e bailar bastante. Som elétrico, enérgico, mas com uma pitada de nostalgia da época mamãe-me-teve. Um produto bem legal pra curtir sem procupações ideológicas, como eu diria. Vale a pena!

Interessou? Quer baixar? Vai no Orkut, procura a comunidade da Lady Gaga e procura pelo download. Disponibilizar esse link fez meu post ser apagado pelo Blogger no dia 03/11. Por um milagre do histórico do Mozilla consegui reaver o post e, magicamente, o mesmo foi repostado NO MESMO DIA QUE POSTEI ORIGINALMENTE. VAI ENTENDER ESSE BLOGGER MALUCO!!!!!!!!! (muitas exclamações e caps lock, alright).

4 Told us something new!:

Augusto Eduardo disse...

um estudo interessante sobre uma coisa tão recente com um cheiro tão antigo.
ela é um fantoche desses que eles põe na mesma prateleira que bs ca b jl r entre outras, mas como só ela um estilo pelo mesnos "original"...
bela matéria...
ótimas referencias..
ponto de opinião deveras pertinente..

Ana C. disse...

kkkkkkkkkk
morri com o Double You mencionado aí.
bicho, olha quantas referências você trouxe para um mesmo post. tá de parabéns, gatam!!

e a Lady também! afinal, essa mulher é uma louca mistura de ícones pop vertendo por aí o fluido pluricultural contemporâneo que gira a grande roda da música. isso parece ser legal! :)

confesso que me prendo um pouco à aparência dela... as canções ainda são desconhecidas. preciso ouvir algo, ando desconectada das atualidades. *tosca*

:/

beijo!

Ana C. disse...

HAHA
guitarrinha safada. ;)

Fiore disse...

Uhuuul!

Amigaaaaaaan, ameiii o post! Você conseguiu mostrar bem o que é o cd, simplesmente MARA!

Desde que baixei, algumas semanas atras, eu nao paro de ouvir um minuto! e da uma vontade louquissima de dançar e nao parar!

daquelas que vc começa a bater timidamente o pezinho e quando vai ver ta batendo cabelo!

auihuaiohiau
mais uma vez, parabens!
;*