segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Cinepoppin’: Richard Gere e Diane Lane together again

Nada como um filme romântico no cinema para terminar um domingo. 
Assustada pelas críticas de As duas faces da Lei (Righteous Kill), com Pacino e De Niro, decidi ver o filme Noites de Tormenta (Nights in Rodanthe), dirigido por George C. Wolfe - baseado no best-seller de Nicholas Sparks, autor dos livros-que-viraram-filme Um ano inesquecível (A walk to remember) e O Caderno de Noah (The notebook). Como filmes, viraram Um amor para recordar e O Diário de uma Paixão.
O casal de protagonistas, interpretado por Diane Lane e Richard Gere, é figurinha repetida. Já foram casados – mas sem o romance do filme em questão. Vivem situações opostas nos longas: em Infidelidade, ela trai. Em Noites, é traída (pelo marido, não pelo príncipe da Julia Roberts).

Apenas umas ruguinhas a mais.

Uma pequena sinopse retirada do Yahoo Cinema: “Ambos interpretam pessoas cansadas, mas cada um em sua forma. Enquanto Adrienne (Diane) é uma mulher recém-divorciada que não sabe mais o que faz da vida amorosa agora que o marido a abandonou com dois filhos, Paul (Richard Gere) é um médico frio em crise com a própria profissão e sua postura egoísta em relação ao mundo. Por conta de peripécias que somente o destino e Nicholas Sparks podem imaginar, eles se encontram numa pousada paradisíaca. O resto você já sabe. Ou pelo menos tem uma idéia”. Confira a íntegra aqui.



Música "Love remains the same", parte da trilha sonora e cantada pelo [marido da Gwen Stefani] Gavin Rossdale.

Não vou fazer spoiler, mas garanto que o filme é bem água com açúcar. Normal, já que Nicholas Sparks voltou com a fórmula de Um amor para recordar, bem mais adulta e com dramas familiares um pouco mais acentuados. A transformação da protagonista se dá de forma mais íntima, não tanto “milagrosa”. A trilha sonora, por conta de Jeanine Tesori, amarra bem as cenas românticas e familiares, com um piano sobressalente, acompanhado da guitarra/violão comuns a filmes que tem como locação praias e cidades do interior. 
A fotografia, por conta do brasileiro Affonso Beato, não inova muito (e nem precisa), mas garante boas cenas da bonita paisagem ao redor da casa de praia onde o filme acontece.  

Uma idéia da casa - maravilhosa - onde o filme acontece.

A interpretação de Lane, sempre pertinente (ela foi indicada ao Oscar pela interpretação em Infidelidade), garante a emoção. Gere, sempre meio truncado (talvez pelas marcas de expressão da idade), insiste em fazer um personagem bem mais fechado, até nas horas em que se 'entrega à paixão' e deixa a vida o levar. Nada além do que se espera de um ator como ele, longe de ser um mestre da atuação.

No início, o filme pode dar sono. Mas, aos poucos, o telespectador vai se familiarizando e apredendo a aceitar a história, um tanto batida.

Bom programa para casais. Quem exige muito de um filme, quem gosta de um roteiro bem amarrado, melhor esperar pelo próximo de Woody Allen.

5 Told us something new!:

Gabriela Leal disse...

eu MAL posso esperar por esse do woody allen.
;D

Ana C. disse...

ahuhuauhahuahuhua
"vou te ser sincera", eu nem gostei muito do trailer... achei a música muito choradêra. não sei se teria coragem de pagar pra ver no cinema. de repente quando for pra TV... REESOS.
diane lane sempre nesses filmes 'água com açúcar', néam... tipo, 'procura-se um amor que goste de cachorros' e 'sob o sol da toscana' são alguns de que me lembro. mas esse último, o da TOSCAna, eu até gostei. ^^


beijo, meneenas!

Gabriela Leal disse...

NOSSA.
esse "procura-se um amor que goste de cachorros" foi uma das piores escolhas que já fiz em locadora, a começar pelo TÍTULO, né. belíssima tradução, as always.
e olha que quando bati o olho na capa do DVD com a diane e o cusack, eu podia ter certeza de que ia ser ótimo.
doce ilusão! ¬¬

o NOITES eu tô louca pra ver, mas não ouso fazer isso sem ter novamente um bom par ao meu lado.
vida de solteira de cu é rola, né!

Mariana disse...

NOSSA
Richard Gere + Diane Lane = elenco mais boring ever!
Hauaeha

Fiore disse...

pooooooo.. "infidelidade" eu gostei pra carambaaaa!!!
deu vontade de assistir esse "noites" aí... só espero não ser "a walk to remember (2)" pra eu nao cair no chororô de novo!
(sim, eu chorei assistindo esse filme, e choro toda vez que eu vejo! ¬¬ )

Vou ficar com a dica, Monis dos posts super bons ever! :*